« Home | O nosso “andorinha” » | Sete mulheres iranianas condenadas a morrer por la... » | CARTA ABERTA AO MEU BANCO » | que me perdoem .... » | ó pá ohje tou msesmo cotente! memo asim cotente, t... » | A nossa bela TAI - BOAS NOTÍCIAS! » | Pela Tai » | Pela Tai » | Vai tudo correr pelo melhor! » | Amélia dos olhos doces, Quem é que te trouxe... » 

27 outubro 2006 

"ESTRANHA FORMA DE ESCRITA"











O jornal "24 Horas" levantou a lebre de o celebrado escritor e jornalista Miguel Sousa Tavares, afinal, não passar de um plagiador barato, uma espécie de Clara Pinto Correia de braguilha e voz de bagaço. Mas foi o blog FREEDOMTOCOPY que fez o trabalho de pesquisa

Podem conferir aqui

e.g.,

«Equador», de Miguel Sousa Tavares:
"Luís Bernardo Valença, instalado confortavelmente num assento de uma carruagem de 1ª Classe, recosta-se e observa a paisagem alentejana ao mesmo tempo que vai rememorando as circunstâncias desta sua inesperada viagem. Estava em Lisboa e foi chamado a Vila Viçosa, ao palácio real, onde será convidado a assumir uma função absolutamente inesperada: a de Governador de S. Tomé".


«Freedom at Midnight», de Dominique Lapierre e Larry Collins:
"Louis Francis Mountbatten, instalado confortavelmente no assento de um automóvel, recosta-se e observa a paisagem londrina ao mesmo tempo que vai rememorando as circunstâncias desta sua inesperada viagem. Estava em Zurique e foi chamado a Downing Street, residência do Primeiro-Ministro, onde será convidado a assumir uma função absolutamente inesperada: a de último Vice-Rei da Índia".
....

"finalmente, Sua Exaltada Excelência haveria de morrer, prostrado à mais incurável das doenças: o tédio."(MST in "Equador")

«His was a malady that plagued not a few of is surfeited fellow rulers. It was boredom. He died of it...».(Lapierre e Collins in Freedom at Midnight")


Ver mais ...

Caros camaradas:

A direcção do Comité Central do SinEPSIA (Sindicato dos Escritores Portugueses Sem Inspiração Artística) vem por meio convocar todos os seus associados - que são mais que os simpatizantes do Benfica! - para uma manif de apoio ao nosso companheiro molin. Não faltem à chamada neste hora de luta contra ainda não sabemos bem o quê. Mas como sabem, o papel dos sindicatos é esse mesmo: manifestar independentemente dos motivos.

Contamos com a presença do nosso mais recente associado, Miguel Sousa Tavares, que aderiu à nossa organização depois de conhecida a sua fonte de inspiração para algumas personagens do seu best-seller "Equador". ESTAMOS CONTIGO TAVARES. AGORA É QUE TENS DE SER RIJO!

SECRETÁRIO-GERAL

http://www.tvi.iol.pt/informacao/noticia.php?id=647227:

"Literatura

Miguel Sousa Tavares vence prémio em Itália

A conquista deveu-se ao livro «Equador» e foi anunciada pela editora «Cavallo di Ferro»".

E para quem, tentando a defesa, recorre à bibliografia referida no "Equador", cito
WALTER LÚCIO DE ALENCAR PRAXEDES


"Para expiação do pecado capital do mundo do conhecimento que é o plágio, um primeiro passo pode ser a simples confissão. Nos livramos da culpa do plágio citando a fonte de uma informação ou argumento".

e, a terminar, diz o acima referido Doutor em Educação pela USP e professor de sociologia na Universidade Estadual de Maringá e Faculdades Nobel:
"Ao autor considerado pelos pares como sério, consistente e inovador pode ser relevada uma falta até grave em sua vida privada. Dificilmente, porém, lhe será concedido o perdão por um plágio comprovado e às vezes apenas presumido".



Para mim, é perfeitamente irrelevante o facto de a denúncia ser feita num blog anónimo: Os factos falam por si.

O "Equador" teve em mim o efeito de me tornar simpático quem me tinha sido sempre antipático.

Agora, parece comprovar-se a teoria da justeza da primeira impressão: MST não só é antipático, como desonesto; e malcriado (mas quanto a isso já havia concordância)

Minha cara, efectivamente os factos falam por si. Na dúvida mandei vir o livro plagiado em inglês..

E que melhor foto poderias ter colocado para dar cor post lol.
Será que realmente já está tudo inventado?!...
Bj

Que credibilidade merece o "24 horas"?
Não defendo MST (não confundir com Metro Sul do Tejo). Nem gosto dele. Mas daí até se emitir um som acusador sem provas à vista...

pois... pois!

Em artigo de fundo, o Director do "Público" anda a bramar contra os blogs. E a desculpar o indisculpável...

Beijos

A blogosfera é um mundo que partilhamos com objectivos marcados e sólidos, e que nos entra pela casa dentro.Neste blogue entro para a sala como convidado bem recebido e assisto, satisfeito e prazenteiro ao quanto de bom e belo se faz, sobretudo aqui, onde tudo é agradável. Ao despedi-me satisfeito desejo bom fim-de-semana. E Sousa Tavares não fez plágio, escreveu igual em tom azul, somente.

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

Vamos pedir o reembolso do dinheiro gasto na compra do livro?
Ou pedir uma indemnização?

O problema de muitos escritores é que antes ninguém lhes descobria a careca, mas agora... isto pia fininho!
É que eles podem "comprar" com a influência alguns, mas não "compram" todos, especialmente os bloguistas... eheh

Vinha deixar-te um beijo e desejar-te bom fim de semana ;)

Olá Titas

Em primeiro lugar quero agradecer-te o conselho (e não só) que me enviaste por mail. Vou tratar do assunto esta semana e depois informo-te como correram as coisas (sim, porque há coisas e coisas...e mais outras coisas que se metem...ou aparecem...quando menos se espera) :)
Bem, mas vamos ao que interessa, ou seja, PLÁGIO... Santo Plágio ou S. Plágio que, pelos vistos, é o santo que está na moda em tanto lado...quer nos braços da prosa quer nos da poesia e onde nunca pensaríamos encontrar.
Receio que tudo valha e que o "menos tirar olhos" tão protegido noutros tempos já tenha passado ao esquecimento.
Já me tinham mandado esta notícia lamentável sobre este livro do MST
e na mesma altura recebi também a seguinte constante do link abaixo:

http://combustoes.blogspot.com/2005/10/rodrigues-dos-santos-e-mascarenhas.html

Quem escreve e se atreve a lançar na praça um livro (seja em prosa ou poesia) tem obrigação de se lembrar que o S. Plágio é facilmente detectável pela net. Já não somos um país de "chicos espertos" e se assim pensam... lamento! Mas cá estamos nós, os "pequenos bloguistas" para lhes retirar as máscaras.

Parabéns, Titas, pelo artigo e uma boa semana com muito sol no teu caminho.
Bjinhos grandes

Parabéns pelo artigo.

Quanto ao escatológico congénito, do qual nunca comprei um livro nem dele nada li em obra literária, a arrogância da resposta e o escarro das palavras permitem aferir da ausência total de classe.

Agora desculpem lá, compraram-lhe o livro? – Que me perdoem os incautos, mas depois de ler a obra da mãe jamais seria capaz de ler algo que o filho escrevesse, quanto mais não fosse por uma artigo que escreveu há uns anitos, em que afirmava ser a sua cultura fruto da quase desatenção da mãe e da ausência do pai. Foi portanto um self-educated made man. Na peida!

eu acho que ele nem se deu ao trabalho de traduzir do francês(o livro já vendeu 35 milhoes 2º
a ed.pocket) ou do inglês porque descobri que hà edição traduzida para português (do brasil) chama-se ''esta noite a liberdade'' editora difel.
ele não plagiou meninos, ele copiou.
não percebo como na sic aparece o Moita Flores a dizer,que difamam a honra de qualquer cidadão,
ninguém lhes diz que não é difamação é informação ?
a proposito de Dominique Lapierre,Larry Collins faleceu em 2005.
todos os direitos de autor vão para a ''city of joy''criada á 20 anos,que acolhe crianças de Calcutá.Talvez o MST tenha de lhes pagar alguma indeminização,e o dinheiro vai para uma boa causa..........

Enviar um comentário